sexta-feira, 11 de novembro de 2011

video

ATIVIDADE - 4.4 - PROJETO DIA DAS CRIANÇAS


ESTADO RIO GRANDE DO NORTE
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA MUNCIPAL JOSÉ MARIA DO NASCIMENTO
RUA: CENTRAL, 272 – CENTRO – CEP: 59528-000
CÓDIGO: 24030619
EDUCAÇÃO BÁSICA

 

 

 

 

PROJETO DIA DA CRIANÇA

TEMA: As crianças têm direito a ser amada

 

 

 


JUSTIFICATIVA

A criança tem o direito de ser feliz, de ser valorizada, respeitada e amada. Ela passa a maior parte do tempo na escola, que por sua vez desempenha sua função social proporcionando à criança um ambiente feliz, acolhedor e amável.


OBJETIVOS

Promover, durante a semana da criança, atividades extraclasse, variadas e interessantes, visando dar a criança oportunidades de lazer e sociabilidade educativas

-Valorizar a criança
-Estimular a auto-estima
-Evidenciar direitos e deveres da criança
-Desenvolver o raciocínio-lógico, a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e visual da criança
-Proporcionar jogos e brincadeiras


DESENVOLVIMENTO:

-Lembrancinhas
-Desenhos para colorir
-Recorte e colagem
-Músicas e poesia
-Brincadeiras dirigidas
-Mensagens


CULMINÂNCIA
Realização de apresentação de vídeos, show de louvor com pipoca bolo e entrega de lembrancinhas para as crianças.



                                           AVALIAÇÃO

Deve buscar entender o processo de cada criança e a significação que cada trabalho comporta. A observação do grupo, além de diária e constante, deve fazer parte uma atitude sistemática do professor dentro do seu espaço de trabalho.



GRUPO DE TRABALHO

Carlos Gileno Justino da Silva

Clésia Dantas Pereira

Francisca Aldeilde da Silva

Irimar Soares da Silva

Luzia Efigênia de Carvalho

Maria das Vitórias Pereira

Maria de Fátima Carvalho Pereira

Maria Joseilda da Silva Cruz

Maria Laudelita Pereira

Maria Marcia Vitória de Carvalho

Patricia Maria Viturino

Suerda Jaqueline Bento

 


ativadade 4-3 experiência de uso de midia na educação


EXPERIÊNCIA DE USO DA MÍDIA NA EDUCAÇÃO
          Todo professor enquanto educador sabe da importância das tecnologias nas diversas formas de comunicação, conhecimento, descoberta e intervenção na sociedade. Daí a necessidade e relevância das escolhas certas dessas tecnologias, para que oportunizem as exigências coletivas e individuais, uma atuação que deve ir além do usar, precisando assim, de uma reflexão junto ao educando quanto ao modo e o porquê que a usamos.
           Partindo dessa análise, foi possível desenvolver uma dinâmica de produção textual, oferecendo aos alunos do 9º ano do ensino fundamental, um intercâmbio de ideias e discussões que teve início com uma reflexão na sala de aula acerca do tema “Relacionamento entre Pais e Filhos na Adolescência,” onde por meio de questionamentos e textos foi possível aguçar a curiosidade da turma quanto à busca de informações que ultrapassassem os conhecimentos pré-estabelecidos que a mesma dispusesse. Para tanto, foi sugerido em seguida, a busca de informações em veículos como livros, jornais, revistas, etc., sendo realizada a socialização dos conhecimentos pesquisados, por via de uma explanação de ideias na sala de aula em uma discussão no grande círculo.
            É oportuno frisar que o processo de produção textual requer conhecimento do tema, pesquisa, análise e comparação de informações, criticidade, entre outros. A partir daí, como estímulo para a composição do próprio texto, os alunos puderam contar com o laboratório de informática como uma fonte de pesquisa, interatividade, aprofundamento e entendimento do assunto.
            Nessa busca ao conhecimento, disponibilizaram de uma gama de opiniões que enfatizavam o assunto na visão de vários especialistas, visualizaram vídeos diversos e imagens, oportunizando-os a mergulhar nas ideias dos autores, analisarem o visual de maneira artisticamente e sutil se deixando fascinar, ou seja, ler, refletir e compreender, sendo capaz de formular sua própria opinião sobre o tema em estudo e sua significação para a vida, podendo assim, ter uma melhor compreensão e interpretação crítica do conteúdo em evidência. Um trabalho que foi além da leitura de evidências, desafiando o aluno no que se refere à busca interpretativa para possíveis mudanças na ação do sujeito enquanto pessoa e frente às práticas em sociedade.
           Nessa perspectiva, como resultado final, foi oferecido um esquema, onde os alunos a parti do qual, criavam um título dentro do tema sugerido e produziam seu próprio texto, sendo apresentados em sala, no decorrer das aulas.
           Um trabalho bastante proveitoso que contribuiu para a reflexão, socialização, interatividade, levantamento de hipóteses, troca de ideias, discussões, propiciando assim, o crescimento mútuo, a construção do conhecimento, a análise crítica e a oportunidade de expandir sua percepção de mundo.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FOTOS DO PROJETO FOLCLORE







FOLCLORE: um saber que vem do povo

ESCOLA MUNICIPAL JOÉ MARIA DO NACIMENTO
ENSINO FUNDAMENTAL
SÉRIES: 6º AO 9º ANO
DISCIPLINA: PORTUGUÊS
PROFESSORA: LUZIA EFIGENIA DE CARVALHO
PROJETO PEDAGÓGICO



INTRODUÇÃO
Cultura é um conjunto complexo que inclui conhecimentos, crença, moral, costumes e várias outras aptidões e hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade.
O Brasil conta com uma imensa e variada sucessão de manifestações de cultura popular. Trata-se de um universo bastante amplo e diversificado, se constituindo das maneiras de ser, agir, pensar e se expressar dos diferentes segmentos da sociedade. São todas as manifestações que caracterizam, identificam e representam a cultura de um povo, cada um com suas determinadas particularidades e princípios que são exercidos pela liberdade plena de opiniões e pensamentos e que precisam ser valorizados, já que influenciam a vida em sociedade.

JUSTIFICATIVA
O folclore brasileiro é extremamente diversificado, refletindo a riqueza cultural de nosso povo. Valorizar o folclore de um povo significa valorizar o próprio povo.
Justamente por serem bastante ricas, as manifestações folclóricas costumam despertar o interesse dos alunos. Assim, selecionei esse tema para nortear o trabalho pedagógico, acreditando que seja uma ótima oportunidade para estimular o interesse dos alunos, incentivando-os a conhecerem as manifestações folclóricas da região e do país em que vivem, descobrindo as origens e os significados dessas manifestações, fazendo-se necessário conhecer e identificar para valorizar.
OBJETIVO GERAL:
·         Conhecer, identificar e valorizar o folclore brasileiro, participando de atividades que envolvam tradições folclóricas de nossa cidade, região ou do Brasil, resgatando, vivenciando e valorizando assim, as manifestações da cultura popular brasileira.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
·         Compreender e resgatar as diversas formas de manifestação da cultura popular, tais como: a música, as danças e folguedos, a arte e artesanato, as adivinhas, as quadras, a literatura e cordel, os provérbios, etc.,
·         Identificar-se como parte integrante da cultura popular;
·         Pesquisar as diversas manifestações culturais do folclore de cada região;
·         Conhecer as diferenças e semelhanças entre os gêneros presentes no folclore brasileiro, identificando e compreendendo também, o uso da linguagem formal e informal;
·         Compreender a sabedoria popular e a sua influência na vida social.
CONTEÚDO:
·         Literatura de cordel;
·         Lendas;
·         Contos;
·         Lendas;
·         Provérbios;
·         Adivinhas;
·         Parlendas;
·         Trava-línguas;
·         Comidas típicas;
·         Cantigas de roda;
·         Festas populares;
·         Medicina popular;
·         Superstições;
·         Danças;
·         Artesanato; etc.
PERÍODO DE 15 A 22 DE AGOSTO
 Leitura de vários tipos de textos relacionados ao tema folclore, desenvolvimento de pesquisas com socialização das mesmas, produções textuais, dramatizações de lendas, desenhos de personagens folclóricos, filmes, criação de cartazes, gincana folclórica, etc.

AVALIAÇÃO:
Contínua, através da observação do interesse, criatividade e desempenho dos alunos na realização das tarefas propostas.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

RELATO DE PROJETO DE TRABALHO


RELATO DE PROJETO DE TRABALHO

Várias são as atividades que orientam a prática pedagógica. O projeto FOLCLORE: UM SABER QUE VEM DO POVO, foi desenvolvido no ensino fundamental – 6º ao 9º ano, com o objetivo de envolver os alunos no sentido de participar de atividades relacionadas as tradições folclóricas de nossa cidade, região e do Brasil . Um trabalho que envolveu resgatar, vivenciar e valorizar as manifestações da cultura popular brasileira.
Por meio do mesmo, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer diferentes formas de expressão cultural, entendendo assim, a sabedoria popular e a sua influência na vida social, uma vez que, participaram ativamente e de forma dinâmica das atividades propostas. Realizaram pesquisas, produções textuais, dramatizações de lendas, desenhos de personagens folclóricos, leituras de lendas, contos, adivinhas, trava-línguas, provérbios, desafios, entre outros, conhecendo assim, as diferenças e semelhanças entre os gêneros presentes no folclore brasileiro.
Para o desenvolvimento das atividades, foi necessária uma metodologia que contou com o uso de cartazes, livros variados, datashow, filmes, laboratório de informática, internet, CDs, som, entre outros.
Como resultado final, ouve a culminância do projeto, onde além da exposição e apresentação dos trabalhos para o grande grupo, os alunos desenvolveram uma gincana folclórica, onde através da interatividade, dinamicidade, empenho e criatividade, apresentaram de maneira fantástica as tarefas a que se propuseram, ficando explícito que a mensagem do projeto foi aceita e entendida por ambos, o que foi gratificante. Pois, é na parceria no trabalho de equipe que a educação acontece, é vivenciando e participando por meio da livre expressão e do diálogo que o aluno constrói o seu próprio conhecimento e cresce como cidadão sendo capaz de valorizar a sua cultura, os seus valores interagir e atuar no meio em que vive.



terça-feira, 13 de setembro de 2011

. Registro Digital da Experiência – O Hipertexto



            A realização do plano de aula teve como objetivo refletir sobre tradições e hábitos diferentes de alguns países; explorar as tradições juninas, relacionando os acontecimentos do presente e do passado; conscientizar sobre o perigo de soltar balões e fogos de artifícios e entender a importância da pontuação e o funcionamento dos verbos.
            Os procedimentos utilizados para o desenvolvimento das atividades foram realizados por meio de textos informativos, músicas, poesias e pesquisas, onde contamos com recursos como: computador, som, CD, internet, televisão, cartazes, entre outros. Participaram das atividades, alunos do 7º ao 9º ano do ensino fundamental.
            Foi muito envolvente e interessante trabalhar as tradições juninas. No momento, foi conveniente aflorar hábitos diferentes de alguns países, relacionar acontecimentos do presente e do passado, estabelecendo relações de causa e conseqüência, além de comentar as festas mais importantes de alguns estados brasileiros. Após a leitura e discussão dos textos, foram lançados alguns questionamentos do tema a turma, onde os alunos puderam pesquisar mais sobre as tradições e sobre s festas populares mais importantes em alguns estados do Brasil.
            Com relação à gramática, trabalhamos dentro do texto a questão da pontuação: o uso do travessão, reticências, aspas, vírgula, ponto de exclamação, o ponto de interrogação, dois pontos e o ponto final. Questionamos a função que cada um exerce dentro do texto e a importância de se conhecer e empregar corretamente a sua entonação dentro da leitura para que entendamos o sentido do mesmo. Ainda trabalhamos os verbos em seus variados usos.
            Ao final da realização das atividades, os alunos apresentaram os trabalhos pesquisados, sendo um momento muito importante, onde participaram atentamente, se descontraíram, refletiram sobre os conteúdos estudados. O trabalho procurou atender as expectativas da turma, tornando assim, a leitura mais agradável e o aprendizado mais estimulante e sólido, despertando-os para uma consciência crítica diante da realidade individual e coletiva.